sexta-feira, 11 de junho de 2010

TECIDO ANTIODOR E JEANS PARA GUARDAR NO FREEZER


Foto Divulgação

Rio - Em breve os cariocas vão poder sair com uma camisa à prova de mau cheiro e calça jeans que dispensa lavagem: basta colocá-la no congelador para mantê-la livre de bactérias. Duas empresas integrantes do polo têxtil de São Cristóvão já estão produzindo peças utilizando tecidos bactericidas, antiodor e com bloqueio contra raios ultravioleta, como noticiou o ‘Informe do DIA’ na sexta-feira. O brim high tech chega ao mercado em agosto.
A presença de fios com íons de prata na composição das peças é o segredo para evitar a presença de bactérias, principais responsáveis pelo odor nas roupas. Fios com fator de proteção ultravioleta também fazem parte do processo de elaboração dos tecidos. Apesar da evolução, a produção de camisas no Rio ainda deve demorar um pouco, já que o foco inicial dos fabricantes está na moda praia e maiôs para ginástica.
“É uma das principais novidades no mundo da moda. An-tes, essas composições só eram usadas em roupas usadas por funcionários da área médica”, revela a dona da empresa Tristar, Jandira Barone, que já usa a técnica inovadora antiodor.
Em São Paulo, as marcas Kailash e Solo vendem camisas com os tecidos tecnológicos. Elas custam entre R$ 60 e R$ 200. “Comprei uma das mais baratas e não me arrependi. Por acidente, já esqueci o desodorante e não enfrentei qualquer problema”, confessa o auxiliar de escritório Alexandre Couto, 28 anos. Os tecidos resistem até 150 lavagens sem perder a proteção.
No Rio, ainda não há previsão de quando os produtos chegarão às lojas. Mas algumas grifes famosas de moda praia já fizeram encomendas. “Participei do Rio à Porter (salão de negócios de moda e design) e recebi inúmeros pedidos. Já estamos no processo de produção”, conta a empresária Evanize de Silveira, da marca Gaúcha.
Outra novidade é a calça jeans que dispensa lavagem e deve ser conservada em freezer para matar possíveis bactérias. O produto é 100% algodão, não passa por lavagens industriais e não fica com odor. Além disso, as fibras do tecido são mais próximas umas das outras, o que diminui a aderência da sujeira. O jeans foi exposto em janeiro e grandes grifes fizeram encomendas. “Trouxe a ideia de Berlim. Fiquei 8 meses testando o produto sem lavar. O jeans mais conservado acaba aderindo ao corpo e fica mais confortável”, diz Jandira.
Fonte: odia.terra.com.br (08/06/2010)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja sempre bem vindo ao meu Blog. Muitíssimo obrigado, pela visita simpática!