quarta-feira, 14 de julho de 2010

"ECO JEANS" EMITE NOVE VEZES MAIS CO2


Em fevereiro deste ano, a marca carioca de roupas TriStar causou alvoroço na mídia ao trazer para o país um jeans autolimpante. Adeus máquina de lavar, ferro de passar, sabão e litros de água. Olá, refrigerador. É isso mesmo. Se a sua calça sujou, coloque-a no congelador mais próximo, envolvida em um saco plástico. Em 24 horas ela estará limpa.
Segundo a fabricante, não adianta cair numa poça de lama e achar que a história do refrigerador vai resolver, é claro. E não iremos entrar no mérito da sua peça de roupa dividir espaço com o pedaço de bacalhau que sua mãe guardou ontem, muito menos na tecnologia do tecido em si, que obviamente é inovadora.
O que o Verdade Inconveniente investigou é se o jeans cumpre seu rótulo ecológico. Apelidado de ‘Eco Jeans’ pela empresária Jandira Barone, dona da TriStar, a peça tem seus méritos. O algodão usado é orgânico, o tingimento é menos nocivo ao meio ambiente e o amaciante industrial usado na fábrica é biodegradável. “Nosso apelo é totalmente ecológico, todos nós tempos que fazer alguma coisa para ajudar o planeta!” afirmou Jandira. Mas, para saber se “lavar” no congelador é melhor pra natureza, pegamos algumas informações técnicas cedidas gentilmente pela Jandira e usamos o cálculo da Dra. Aglair Celestino, bióloga inventarista da Carbondown, para montar a tabela abaixo:


































Os números mostram que o método de limpeza da calça autolimpante faz o esforço adicional do congelador emitir quase 9 vezes mais CO2 do que a lavagem do velho jeans normal. Nada animador para a TriStar e para o nosso planeta. O ‘Eco jeans’ está à venda em diversas grifes do país e em lojas multimarcas. Cada peça custa, em média, R$ 300 – o mesmo preço de uma calça sem a tecnologia, da mesma marca.

Ilustração: Roberto Morgan e Daniel das Neves
Fonte: Revista Galileu (Felipe Pontes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja sempre bem vindo ao meu Blog. Muitíssimo obrigado, pela visita simpática!