sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

JEANSWEAR: AS TENDÊNCIAS NASCEM AQUI!

Foto: Galeria Google
Os setores de jeanswear e sportswear são, hoje, os lançadores de tendências e comportamentos de moda no mundo.
São os que mais investem em tecnologia de fios, lavações e na criação de tecidos especiais. E ainda adiantam as cartelas de cores para as demais frentes da moda.
Por isso, o WGSN, um dos maiores portais de pesquisa de tendências do mundo, acaba de comprar o Denimhead, site de pesquisas sobre jeanswear e moda casual esportiva. “São mercados que precisam de atualização constante e estão sempre um passo adiantado dos outros por usarem muita tecnologia”, conta Steve Marcov, CEO do WGSN para a Américas, que esteve no Brasil para a São Paulo Fashion Week.
As plataformas do WGSN e do Denimhead não serão integradas. Cada um continua suas atividades separadamente. A assinatura do Denimhead para o Brasil deve custar por ano US$ 9,5 mil e US$ 5 mil para clientes do WGSN.
***
Abaixo a entrevista de Marcov concedida à jornalista Angela Klinke, do jornal Valor Econômico, em 07 de fevereiro, último...

O que podemos apontar hoje como tendências do mercado de jeanswear para os próximos anos? E de sportswear?
Steve Marcov: Estão em alta as lavagens ecológicas de denim, que gastam menos água e poluem menos o meio ambiente. Para o universo casual esportivo, os tecidos tecnológicos estão se aprimorando cada vez mais.

Qual a importância das pesquisas sobre essas áreas dentro do escopo do WGSN?
Marcov: Denim é um mercado imenso, principalmente na Itália e Estados Unidos. Além disso, a maioria das marcas tem uma linha de denim. O esporte cada vez mais volta a moda, seja nas formas (e nós temos inúmeros exemplos de passarela, estilos...) além das pessoas quererem cada vez mais roupas legais para práticas dos esportes.

O WGSN já tem uma área específica sobre denim no portal. Por que precisa do Denimhead?
Marcov: Enquanto o WGSN tem uma visão abrangente e análise de todo o espectro de mercados e setores, o Denimhead é um mergulho profundo só no denim. A área que já existia apresenta as tendências dentro do contexto do portal.

Quais as diferenças entre o WGSN e o Denimhead?
Marcov: O Denimhead agrupa e mostra o que está no mercado agora, em oposição à elaboração de um projeto para o futuro. As imagens e ferramentas do Denimhead têm mais utilidade no contexto do WGSN. Temos um apelo forte de vendas para que os clientes assinem os dois.

Qual o tamanho do Denimhead?
Marcov: O portal tem 111 assinantes. Queremos aumentar a base para 500 clientes nos próximos dois anos.

O portal é baseado em Los Angeles. O conteúdo é centrado nos Estados Unidos?
Marcov: É um produto global. No entanto, a equipe que trabalha lá é baseada nos Estados Unidos; há muitos clientes por lá e o mercado de denim americano é gigante. Nós acreditamos que podemos dar uma visão global mais informativa e usar nossa experiência em vendas regionais para aumentar as vendas mais rápido fora dos Estados Unidos temos um interesse particular no Japão e na Itália.

O portal pretende adquirir outros serviços?
Marcov: A aquisição do Denimhead foi a iniciativa mais recente da nossa contínua expansão dentro de áreas de especialização. Essa compra estende nosso domínio nas previsões de tendências globais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja sempre bem vindo ao meu Blog. Muitíssimo obrigado, pela visita simpática!